Associações acadêmicas lançam nota contra nomeação de Cláudia Mansani Queda de Toledo para a presidência da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).
" />

Brasil Debate

Brasil Debate

 
Temor de retrocesso

Para associações acadêmicas, nova presidente da Capes é inapta para o cargo


20/04/2021

Associações acadêmicas de diferentes áreas, abaixo listadas, lançam nota indignada com a nomeação de Cláudia Mansani Queda de Toledo para a presidência da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Leia a íntegra:

Nota em defesa da CAPES

Nós, diretores de Associações Acadêmicas Brasileiras em diferentes áreas do conhecimento científico, abaixo nominadas, vimos a público manifestar nossa preocupação com a indicação da nova presidência da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Nos 70 anos de existência, a CAPES tem cumprido papel fundamental enquanto órgão responsável por financiar a formação de recursos humanos de alto nível no Brasil e avaliar os cursos de pós-graduação de todas as áreas e instituições do Brasil. Hoje há consenso de que a CAPES é responsável pela melhoria da pesquisa científica e tecnológica no Brasil.

Pelo seu papel e História, é esperado que a instituição seja presidida por pesquisadores(as) respaldados(as) nos meios científico e acadêmico pela sua reputação científica e profundo conhecimento do sistema nacional de pós-graduação. Este não parece ser o caso da Dra. Cláudia Mansani Queda de Toledo, recém indicada para a presidência da CAPES pelo Ministro da Educação. O currículo acadêmico (como pode ser visto pelo seu Lattes) da Dra. Cláudia Mansani Queda de Toledo não contempla os requisitos esperados para um(a) ocupante ao cargo de presidente da CAPES, responsável pelo sistema nacional de pós-graduação. Além da produção acadêmica modesta e atuação profissional que não contempla formação de recursos humanos, a Dra Cláudia Mansani Queda de Toledo também não parece apta a interromper a degradação acelerada do investimento em educação e em pesquisa que estamos presenciando.

Nessas condições, a recente demissão do Dr. Benedito Guimarães Aguiar Neto e a nomeação da Dra. Cláudia Mansani Queda de Toledo para a presidência da CAPES nos traz profunda indignação. Receamos que os objetivos e ações da CAPES possam estar ameaçados. Esta nota expressa a preocupação de toda a comunidade de pesquisadores e instituições quanto à mudança na Presidência da CAPES. A indicação recente e inesperada, não pactuada com a comunidade científica, da Dra. Cláudia Mansani Queda de Toledo representa retrocesso histórico para a ciência brasileira.

Solicitamos que o Ministério da Educação reconsidere a nomeação da Dra. Cláudia Mansani Queda de Toledo e nomeie para a Presidente da Capes um(a) profissional de elevada e ilibada reputação, compatível com os requisitos necessários ao cargo.

Brasil, 19 de abril de 2021.

Associação Brasileira de Economia Industrial e Inovação – ABEIN

Associação Brasileira de Estudos em Energia – AB3E

Associação Brasileira de Pesquisadores em História Econômica – ABPHE

Associação Keynesiana Brasileira – AKB

Sociedade de Economia Política – SEP

Clique para contribuir!

Comentários