Será mesmo que o Estado brasileiro gasta muito com educação? Há quem defenda que a saída é reduzir gastos e aumentar a eficiência.
" />

Brasil Debate

Brasil Debate

Artigos

 

Educação: é preciso mais eficiência, mas também investimentos

Fantasma da dívida

Onde está a esquerda árabe-brasileira? Iniciando o debate

Pandemia expõe exclusão digital e fracasso da privatização

Os ensinamentos da pandemia e os efeitos sobre o SUS: o Estado ‘voltou’?

Mercado de trabalho: no fundo do poço, e cavando

A Lei do Agro e a busca por uma ‘nova safra de proprietários’

Austeridade: uma concha vazia

Duas bombas no bolso do consumidor: privatização da Eletrobras e Conta Covid

A hora e a vez da Teoria da Moeda Moderna

‘Entregando comida, passando fome’: a realidade dos entregadores de apps

Em defesa dos facilitadores: crônica de uma morte programada

O espírito do subdesenvolvimento e o auxílio emergencial

Distanciamento social exige mais espaço para pedestres nas cidades

Responsabilidade fiscal?

Previsibilidade e a segunda onda da crise sanitária

Pandemia, emissão de moeda e dívida pública: contribuição para o debate

A euforia dos ricos em 2 mundos apartados: o do cassino financeiro e o das vítimas da concentração de riqueza

5 impactos sociais de longo prazo da pandemia

Queremos respirar: a asfixia permanente do povo negro

A síndica do meu prédio gere melhor a crise da Covid-19 que Bolsonaro

Desafio para mercados e planejadores imperfeitos: baixe o livro

‘Territórios do Planejamento’ e a invenção cultural das sociedades: para pensar passado, presente e futuro do país

Estudo do IE-Unicamp compara experiências econômicas internacionais no combate à crise

Não, a queda do PIB não é (só) culpa do coronavírus

Autoritarismo em crises internacionais? Follow the money!

O impacto econômico da pandemia e a contração do PIB: não é culpa da política de saúde pública

Pesquisa do IBGE de 2017 revela retrocessos em inovação no Brasil

Em ano de eleição municipal, pandemia expõe atuação de prefeitos e vereadores

O ‘Evangelho da Razão’ segundo Celso Furtado