Brasil Debate

Brasil Debate

 
Manifesto

Senado receberá anticandidatura feminista para o STF

No próximo dia 15/02, quarta-feira, às 10h, o manifesto pela anticandidatura feminista da professora Beatriz Vargas Ramos, da Universidade de Brasília (UnB), ao Supremo Tribunal Federal, será entregue ao presidente do Senado, Eunício Oliveira, e à mesa da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado Federal. O documento, lançado no último dia 27/01/2017, reúne assinaturas de cerca de cinco mil pessoas das mais variadas áreas do conhecimento; entre eles e elas estão professores, juízes, defensores públicos, sociólogos, arquitetos, cineastas, estudantes, artistas, ativistas de movimentos sociais, além de personalidades dos meios acadêmico, jurídico, artístico, cultural e político.

O manifesto, organizado por grupos feministas de todo o país e apoiado por diferentes segmentos da sociedade, defende o respeito à Constituição e critica a “indicação à composição do STF de pessoas que representem retrocessos nos direitos humanos e sociais arduamente conquistados, que desrespeitem o direito à não discriminação e à igualdade substantiva que a Constituição brasileira assegura a todas as pessoas”.

A anticandidatura ao Supremo Tribunal Federal, diz ainda o texto, “é uma ação política de protesto e de denúncia desse estado de coisas. Nenhuma mulher, na vida doméstica ou profissional, precisa de um marido a quem obedecer. Nenhuma profissional da carreira jurídica, advogada, professora, pesquisadora, consultora, promotora, juíza ou ministra de Corte Superior precisa do aval de um homem para exercer, de acordo com sua própria qualificação, capacidade e autonomia, suas atividades profissionais”.

Clique para contribuir!

A petição pública ficará aberta para assinaturas até o dia 14/02. O documento pode ser acessado AQUI.

Crédito da foto da página inicial: Reprodução TV Senado

Clique para contribuir!
Share

Comentários