Brasil Debate

Brasil Debate

 
Reflexão

Qual o Brasil que queremos?

o brasil que queremos1

Para os pesquisadores do Centro de Altos Estudos Brasil Século XXI, “O Brasil que queremos”, título de um documento que acaba de ser lançado, é um país capaz de “enfrentar as restrições impostas pelas transformações na estrutura e dinâmica da economia mundial e, ao mesmo tempo, consolidar e aprofundar os avanços obtidos nos últimos anos, especialmente na esfera social” – para citar um trecho de sua apresentação.

Com 26 páginas, o estudo, que você pode acessar AQUI, foi produzido com base nos debates gerados pelos especialistas e participantes dos seminários Brasil em Perspectiva I, em outubro de 2013, e Brasil em Perspectiva II, realizado em agosto deste ano no Rio de Janeiro.

Ele expressa reflexões de intelectuais alinhados com o pensamento desenvolvimentista contemporâneo.

Uma das preocupações do documento é oferecer alternativas e se contrapor às “receitas e mitos do modelo de autorregulação do mercado e liberalização comercial e financeira”, que continuam fortemente defendidos por corporações e a grande mídia, nacional e internacional.

Clique para contribuir!

A intenção é que as ideias e propostas apresentadas contribuam para formulação de políticas públicas a partir de uma determinada visão da sociedade brasileira – que não pretende ser a única – e, dessa forma, “contribuir para uma discussão qualificada e objetiva sobre os caminhos do nosso desenvolvimento”.

O Centro de Altos Estudos

O Centro de Altos Estudos Brasil Século XXI é uma associação civil sem fins lucrativos ligada ao programa de atividades do Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE), organização social supervisionada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI).

Ele conta ainda com parceria da Cepal, do Ministério da Educação (MEC), e possui entre as instituições fundadoras a UFC, Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), e Universidade de Brasília (UnB).

Clique para contribuir!
Share

Comentários