Relacionado
" />

Brasil Debate

Brasil Debate

 
Mais Médicos

Programa prevê mais vagas em universidades e enfoque em especialidades

Com a consolidação do programa Mais Médicos do governo federal, surgiu uma polêmica sobre a falta ou não de médicos no País.

Dados do IBGE para 2009, no entanto, são claros. Mostram que existiriam apenas 1,84 médicos por mil habitantes no Brasil, sendo que os vizinhos Uruguai (3,7) e Argentina (3,2) apresentam bastante mais médicos por habitante.

Ao observarmos os dados por Unidades da Federação (UF), vemos ainda grandes desigualdades na distribuição desses profissionais. As disparidades aumentam se consideramos regiões rurais em relação a centros urbanos dentro de cada estado, por exemplo.

grafico medicos por habitantes

Tais números mostram o acerto do programa Mais Médicos. Mas, para além das comparações internacionais, um estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) buscou mensurar a carência destes profissionais e analisou três indicadores, que comprovariam uma escassez desse profissional no Brasil:

– Ao comparar o rendimento hora médio das ocupações de médicos com ocupações de profissionais de semelhante nível socioeconômico, observa-se que a média da remuneração/hora das ocupações para médicos é superior às médias de rendimento hora para as outras ocupações: entre 1,5 e 1,7 vezes a hora trabalhada de engenheiros, profissionais da área jurídica e dentistas; 3 vezes a hora trabalhada de enfermeiros. Além disto, o rendimento médio por hora trabalhada de médicos cresceu entre 2002 e 2009;

– Quando somadas as cargas horárias efetuadas, a dos médicos é maior que das outras ocupações de semelhante nível socioeconômico (profissionais do direito e engenharias), além de crescente, o que pode ser interpretado como indício de grande demanda por esse profissional;

– Ao se fazer a análise do número de inscritos em processos seletivos para cursos de graduação em relação às vagas ofertadas, observa-se uma distância significativa entre a medicina (de 23,7 inscritos por vaga (2009) para 48,2 (2012)) e os outros cursos analisados (menos de 10 candidatos por vaga). Segundo o estudo, a oferta de vagas em cursos de medicina aumentou 49,1% entre 2001 e 2012, ao passo que a demanda cresceu 200%, o que indica demanda muito acima da oferta por essa profissão. Ainda assim, o número de concluintes de medicina mais que dobrou no período.

Para aumentar a razão de médicos por habitantes no País, é necessário continuar investindo na ampliação de vagas de medicina nas universidades e ampliar a formação de profissionais em especialidades consideradas prioritárias, tais como clínica médica, cirurgia, ginecologia/obstetrícia, pediatria e medicina de família e comunidade.

Ambas as medidas estão previstas no Programa Mais Médicos: ampliar em 11.500 vagas em cursos de graduação em medicina até 2017 e, para a residência médica, serão criadas 12 mil vagas até 2020, com enfoque regional e nas especialidades prioritárias.

000-107
C2150-533
VCP410
HD0-400
70-229
920-481
70-461
070-668
000-376
070-552-Csharp
HP0-S21
1Y0-256
HP2-K38
C2060-220
646-671
70-306
PW0-270
00M-647
HP2-B91
920-551
NS0-510
JN0-304
1Z0-460
A2040-917
JN0-633
E20-090
70-583J
70-595
70-599
70-620
70-620BIG5
70-621
70-622
70-622BIG5
70-623
70-624
70-625
70-626
70-630
70-630GB2312
70-631
70-632
70-633
70-634
70-635
70-638
70-639
70-640
70-640BIG5
70-642
70-642BIG5
70-643

C4040-252
MB5-705
70-410
C4040-250
70-461
200-120
70-486
810-401
70-483
70-417
640-554
70-488
MB2-704
70-480
70-346
1Z0-061
AWS-SysOps
C4040-251
HP0-S41
70-412
070-410
300-101
9L0-422
1Z0-060
70-411
CISSP
300-115
70-347
070-486
70-462
CCD-410
70-532
400-101
EX200
HP2-B115
70-467
70-534
070-461
220-802
SY0-401
220-801
MB2-708
070-488
C4040-252
70-410
200-120
C4040-250
70-486
70-461
MB5-705
70-488

MB3-700
MB3-701
MB3-859
MB3-860
MB3-861
MB3-862
MB4-198
MB4-211
MB4-212
MB4-213
MB4-217
MB4-218
MB4-219
MB4-348
MB4-349
MB4-534
MB4-535
MB4-536
MB4-640
MB4-641
MB4-643
MB4-873
MB4-874
MB5-198
MB5-199
MB5-229
MB5-292
MB5-294
MB5-504
MB5-537
MB5-538
MB5-554
MB5-625
MB5-626
MB5-627
MB5-629
mb5-700
MB5-705
MB5-845
MB5-854
MB5-855
MB5-856
MB5-857
MB5-858
MB6-202
MB6-203
MB6-204
MB6-205
MB6-206
MB6-282
MB6-283

Clique para contribuir!

2 respostas to “Programa prevê mais vagas em universidades e enfoque em especialidades”

  1. […] Estudos comprovam que existe uma escassez de médicos no Brasil, agravada ainda por uma desigualdade regional na distribuição desses profissionais no território nacional. […]

  2. […] Programa prevê mais vagas em universidades e enfoque em especialidades […]

Comentários