Brasil Debate

Brasil Debate

 
Mapeamento

Privatização na educação latino-americana

Iniciativa da “Campaña Latinoamericana por el derecho a La educación” mostra o panorama da privatização da educação na América Latina e no Caribe na atualidade. As tendências mostram várias formas de participação do setor privado no campo educativo, como a transferência de obrigações públicas a instituições privadas.

Segundo mapeamento desta entidade, incorporar atores e lógicas privatistas na educação questiona o caráter público da mesma, o que tem consequências sobre a igualdade no acesso, práticas, valores e conteúdos.

Aponta-se como preocupante que organizações privadas provejam educação com recursos públicos, em especial em uma região em que a rede pública de escolas nunca se consolidou.

Os gráficos abaixo mostram o crescimento do setor privado na educação básica e no ensino superior em alguns países, em especial no Brasil.

Clique para contribuir!

graficos educação

Os autores apontam não só a questão do provimento do direito em si estar em mãos do setor privado, mas também o desenvolvimento de conteúdos, livros-texto, softwares etc.

Ainda apontam o problema dos grandes conglomerados internacionais e regionais que atuam neste mercado, ainda mais pela pressão que são capazes de fazer nos rumos das políticas públicas.

Crédito da foto da página inicial: Marcos Santos / Agência USP

Clique para contribuir!
Share

1 resposta to “Privatização na educação latino-americana”

  1. Otavio de Jesus Assis disse:

    Um aspecto preocupante e que merece sério debate é o fato de que, no Brasil, o Plano Nacional de Educação foi aprovado o “financiamento público da educação” e não o “financiamento da educação pública.” Quer parecer a mim que, neste caso, a ordem dos fatores altera o produto.

    Otavio Assis
    Professor da Universidade do Estado da Bahia (UNEB) e da Rede Estadual de Educação Básica da Bahia

Comentários