Com os ODS, fica clara a necessidade não só de avançar nos desafios contra a pobreza, desigualdade e melhoria dos índices sociais, mas da permanente necessidade de conjugar esses objetivos com as mudanças climáticas já em curso e a adoção de um modelo econômico verdadeiramente sustentável.
" />

Brasil Debate

Brasil Debate

 
Agenda Pós-2015

ONU: Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, até 2030

Para a Organização das Nações Unidas (ONU), até 2015 são válidos como metas de políticas públicas os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM). Para o período de 2015 a 2030 foram elaborados novos objetivos, os chamados Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS, pós-2015).

Com os ODS, fica clara a necessidade não só de avançar nos desafios contra a pobreza, desigualdade e melhoria dos índices sociais, mas da permanente necessidade de conjugar esses objetivos com as mudanças climáticas já em curso e a adoção de um modelo econômico verdadeiramente sustentável: das 17 metas, 13 tratam de questões relacionadas à sustentabilidade.

Uma das formas de buscar propostas nessa direção é trabalhar com base na Agenda Pós-2015, os chamados Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), com meta até 2030. Os ODS propostos estão sendo construídos sobre as bases estabelecidas pelos ODM, procurando completar o trabalho inacabado referente a eles e responder a novos desafios. Os 17 ODS que irão pautar a nova agenda de desenvolvimento das Nações Unidas são:

tabela ods

Assim, espera-se que os novos objetivos para 2030 orientem propostas práticas para alinhar atividades econômicas e políticas públicas aos objetivos propostos.

Clique para contribuir!

1 resposta to “ONU: Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, até 2030”

  1. Luciano Severo disse:

    Caríssimos bom dia,
    Sou graduando em Direito em uma faculdade particular no Recôncavo baiano, tenho 45 anos e tenho me deparado por diversas vezes com a palavra “sustentabilidade”, entretanto, vejo que poucas pessoas se interessam em buscar o verdadeiro significado para palavra tão em voga nas ultimas décadas, porém busca-la no dicionário ao meu ver, não bastaria para dimensionar a amplitude e o que envolve palavra tão usada. Para tanto seria preciso o projeto menos demagógico de educação inclusiva, em rede e internacional com foco na natureza e sobrevivência humana, além de proporcionar a justiça em todos os confins do globo.
    Estou convencido que o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS), previstos nos Objetivos de Desenvolvimento para o Milênio (ODM), promovido pela ONU, é verdadeiramente um avanço de negociações com fulcro em minimizar e ou erradicar os preconceitos separatistas entre Nações , povos, territórios e ainda diminuir as diferenças existentes entre homem e homens. Isso exige a participação de todos, interessados ou não com a economia ou com o desenvolvimento, pois não podemos amar mais as coisas que as pessoas e a natura.
    Que cumpramos todas essas metas com a permissão de Deus.

  2. CASSIA REGINA MATIAS SANTOS ABIJAUDE disse:

    Prezados colaboradores, boa noite!

    Aos 45 anos de idade, casada, mãe de dois filhos me encontro na situação de especializanda do Curso de Pós Graduação em Gestão Publica, em uma Instituição Publica de Ensino Superior no sul da Bahia, e atuando como servidora publica na área de Licitações, me vejo com muito entusiamo buscando instrumentalizar meu aprendizado para compreender o contexto contemporâneo acerca de políticas publicas aos objetivos propostos (ODM).

    Estou segura de que o ODM é um grande avanço em direção a qualidade de vida de presente e futuras gerações, uma vez que se tornou muito mais do que um passo importante em direção ao compromisso da sustentabilidade planetária, passou a ser uma tendência inteligente de modelo decisório participativo e democrático, abrindo espaços para que cidadão, independente de seus interesses sociais se perceba como importante ator social e peça fundamental o avanço destes objetivos proposto, sem duvida que é de TODOS NÒS!
    Desse modo, penso que importa nos conscientizarmos cada vez mais que nossas mudanças atitudinais dentro das organizações publicas e privadas serão requeridas, assim como o alinhamento de praticas de rede publicas de cooperação.
    Vejo com otimismo o ODM e entendo que em se tratando do campo da ação pública a construção efetiva no compromisso, importa as idéias de cooperação em redes, porque traduzem em mobilização de recursos, de solidariedade, de confiança e mesmo diante de conflitos e divergências, tem-se tornando em uma importante ferramenta de negociação e a democratização dos processos decisórios de políticas publicas.
    Ademais, gostaria de externar a minha alegria no avanço destas ações porque sei que seus resultados frutíferos restarão como importante legado para meus filhos e os filhos dos meus….(Afina de contas é isso que os pais desejam: o futuro melhor para os seus, e o ODM é caminho.. é um legado!

Comentários