Brasil Debate

Brasil Debate

 
Educação

Matrículas no ensino superior crescem 52% de 2003 a 2012

Nos últimos anos, houve forte investimento por parte do governo federal para ampliar o acesso ao ensino superior.

O resultado desse esforço foi medido pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP): as matrículas em cursos presenciais no ensino superior cresceram de 3.887.022 em 2003 para 5.923.838 em 2012, o que corresponde a um crescimento de mais de 52% no período.

Ainda segundo o INEP, em 2003, 2.750.652 matrículas em graduações presenciais eram em Instituições de Ensino Superior (IES) privadas (71% do total) e 1.136.370 (29% do total) nas públicas.

Já em 2012, as matrículas em graduações presenciais em instituições privadas somavam 4.208.086 (71% do total de matrículas daquele ano) e nas instituições públicas 1.715.752 (29% do total).

Houve, portanto, uma manutenção da proporção entre vagas ofertadas pelo setor privado e pelo setor público, combinado a um expressivo crescimento.

Clique para contribuir!

O gráfico abaixo mostra o aumento no número de Instituições de Ensino Superior públicas de 2003 a 2012. As IES privadas, no mesmo período, cresceram de 1652 para 2112.

grafico numero de ies

É importante lembrar que o crescimento do acesso ao ensino superior vem combinado, de 2003 a 2012, a diversas políticas voltadas aos estudantes, tais como o ProUni, Fies, Reuni e as cotas sociorraciais nas universidades federais.

Só ampliar o acesso não é suficiente, é necessário também diminuir as disparidades de renda, gênero, raça e região no acesso ao ensino superior.

Clique para contribuir!
Share

2 respostas to “Matrículas no ensino superior crescem 52% de 2003 a 2012”

  1. […] tem melhorado, com maior acesso dos negros à universidade, não só com a adoção das cotas (Matrículas no ensino superior crescem de 2003 a 2012), mas também com programas como o […]

  2. […] Matrículas no ensino superior crescem 52% de 2002 a 2013 […]

Comentários