A Finep promove amanhã e depois, dias 4 e 5/11, o seminário “Desenvolvimento Produtivo e Inovativo: Oportunidades e Novas Políticas”, com apoio do Centro de Gestão de Estudos Estratégicos (CGEE) e do Centro de Altos Estudos Brasil Século XXI.
" />

Brasil Debate

Brasil Debate

 
Brasil competitivo

Finep promove seminário sobre inovação

Evento no Rio de Janeiro, na sede da Firjan, contará com a presença do presidente da financiadora, do presidente do BNDES e de grandes nomes da academia e da economia

03/11/2015

finep2015-bannerA Finep promove nos dias 4 e 5/11, o seminário “Desenvolvimento Produtivo e Inovativo: Oportunidades e Novas Políticas”, com apoio do Centro de Gestão de Estudos Estratégicos (CGEE) e do Centro de Altos Estudos Brasil Século XXI.

O seminário, que ocorrerá no auditório da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), discutirá as políticas voltadas para a inovação, o desenvolvimento produtivo e a competitividade da economia brasileira frente à globalização financeira e tecnológica.

O evento contará com a presença do presidente da Finep, Luis Fernandes, que fará a palestra de abertura com o tema principal do encontro: “Oportunidades e Novas Políticas”.

O seminário segue ao longo do dia com a presença de grandes nomes da academia e da economia brasileiras, como a professora Maria da Conceição Tavares – economista e professora-titular da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e professora-emérita da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) – que será homenageada em uma mesa especial. O presidente do BNDES, Luciano Coutinho, fará a palestra de encerramento, no dia 05/11.

Coordenado pelo superintendente da Área de Projetos Especiais da Finep, Luiz Martins, o seminário tem como objetivo debater as novas políticas de desenvolvimento produtivo e de inovação necessárias à transformação produtiva, inclusão social e sustentabilidade socioambiental brasileiras.

Martins afirma que a promoção do seminário reflete o propósito da financiadora de contribuir com a competitividade das empresas brasileiras no mercado nacional e internacional, tornando-as líderes e referência em produtividade e inovação: “A Finep é a principal agência de toda a cadeia do processo de inovação. Ela atua desde a academia até o financiamento de implantação dos projetos e, por isso, sabemos mais do que ninguém da importância e necessidade de discutirmos inovação e competitividade econômica”, diz.

Serviço:

Data: 4 e 5 de novembro

Local: Auditório da FIRJAN: Avenida Graça Aranha, número 01.

Inscrições: http://www.cgee.org.br/eventos/desenv-produtivo-inovativo.php

Participantes: Formuladores e gestores de política pública e privada, executivos e técnicos das principais agências de desenvolvimento produtivo e inovativo, empresários, acadêmicos, órgãos de representação e jornalistas convidados.

Programação:

Dia 4/11

9h00: Credenciamento

9h40: Mesa de Abertura

Luis Fernandes (Presidente da Finep) , Mariano Laplane (Presidente do CGEE), José Eduardo Cassiolato (Diretor do Centro de Altos Estudos Brasil Século XXI); Pedro Celestino (Presidente do Clube de Engenharia), Eduardo Eugênio Gouvêa Vieira (Presidente da FIRJAN)

10h00: Palestra de Abertura: Desenvolvimento Produtivo e Inovativo Brasileiro: oportunidades e novas políticas – Luis Fernandes (Presidente da Finep)

Coordenação: Eduardo Eugênio Gouvêa Vieira (Presidente da FIRJAN)

10h30: Mesa Especial em Homenagem à Prof. Maria da Conceição Tavares: Oportunidades e Desafios para o Desenvolvimento Produtivo e Inovativo Brasileiro frente à Globalização Financeira

Participantes: Ricardo Bielschowsky, Luis Eduardo Melin, Mariano Laplane (Presidente do CGEE)

Coordenação: Luiz Martins (Superintendente Finep)

12h00 – Debate Aberto ao público

13h00 – Intervalo para almoço

15h00: Mesa 1 – Política Macroeconômica e as Estratégias Microeconômicas

Participantes: Esther Dweck (Secretária de Orçamento Federal-MPOG), André Biancarelli (IE/UNICAMP), Vanessa Petrelli (Diretora do IE-UFU)

Debatedor: Mariano Laplane (Presidente do CGEE)

Coordenação: Saturnino Braga (Presidente do CICF)

17h00 – Debate aberto ao público

Dia 05/11

10h00 Mesa 2 – As Novas e as Velhas Políticas Industriais e de Inovação

Participantes: Clemente Ganz Lucio (Dieese), João Alfredo Delgado (ABIMAQ), Marcio Pochmann (Fundação Perseu Abramo)

Debatedor: Fernando Sarti (Unicamp e Centro de Altos Estudos Brasil Século XXI)

Coordenação: Carlos Gadelha (Secretário de Desenvolvimento Produtivo, MDIC)

11h30 – Debate aberto ao público

12h30 – Intervalo para almoço

14h00 Mesa 3 – Desenvolvimento Produtivo e Inovativo Brasileiro e Inserção Internacional

Participantes: José Eduardo Cassiolato (UFRJ e Diretor Centro de Altos Estudos Século XXI) e Celio Hiratuka (Unicamp), David Kupfer (IE/UFRJ)

Debatedor: Embaixador Samuel Pinheiro Guimarães

Coordenação: Alessandro Teixeira (Presidente da ABDI)

16h00 Mesa 4 – Política de Desenvolvimento Social e Territorial e Política de Desenvolvimento Produtivo: Antagonismo ou Complementariedade?

Participantes: Lúcia Falcon (Presidente do INCRA),  Sérgio Castro (PUC-GO e Diretor da Agência de Fomento Goiás) Roberto Monte-Mor (Cedeplar/UFMG)

Debatedor:  Ermínia Maricato (USP)

Coordenação: Helena Lastres (BNDES)

17h30 Palestra de Encerramento: Novas Políticas e Instrumentos para o Desenvolvimento Produtivo e Inovativo – Luciano Coutinho (Presidente do BNDES)

18h00 – Debate aberto ao público

19h00 Mesa de Encerramento

 

Crédito da imagem da chamada da página inicial: EBC

 

Clique para contribuir!

Comentários