Segundo economista, há um falso consenso de que os gastos sociais são o vilão da estabilidade das contas públicas. “A questão brasileira fiscal chama-se juros”.
" />

Brasil Debate

Brasil Debate

 
PEC 55

Fagnani: ‘o gasto social não é o vilão da dívida pública’

O economista Eduardo Fagnani, da Unicamp, foi um dos professores ouvidos no último dia 24 pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado sobre a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 55/2016, que limita os gastos públicos por 20 anos.

Segundo ele, há um falso consenso de que os gastos sociais, que fazem parte dos gastos primários que serão limitados pela PEC ao aumento pela inflação do ano anterior, são o vilão da estabilidade das contas públicas. “A questão brasileira fiscal chama-se juros”, afirmou, enfatizando que a PEC 55 não é o caminho para resolver a crise econômica.

Além disso, segundo ele, sua aplicação irá asfixiar os gastos com educação, saúde, seguridade social, aumentando a desigualdade no país. Na prática, afirmou, transformará a Constituição de 1988 em letra morta, com redução drástica do Estado de Bem-Estar social. “A PEC é uma mudança de modelo de sociedade”, resumiu.

Assista aos vídeos:

PEC 55 | O PMDB de Temer acaba com o legado do PMDB de Ulisses

PEC 55 contra a CF-88, marco do processo civilizatório brasileiro

PEC 55 | O papel redistributivo da Seguridade Social

A segunda morte de Ulysses Guimarães. PEC 55 não é apenas uma peça do ajuste fiscal. Ela muda o modelo de sociedade instituído em 1988

PEC 55 | Reforma da Previdência e captura de recursos da Seguridade Social

PEC 55 | A falsa visão da “gastança fiscal”

PEC 55 | O problema é o gasto financeiro!

PEC 55 | Não enfrenta a questão dos juros, o verdadeiro desajuste fiscal brasileiro

PEC 55 | O que não cabe no PIB: juros ou previdência?

PEC 55 | O gasto social não é o vilão do ajuste fiscal

 A PEC 55 e a explosão da desigualdade

 

 

Clique para contribuir!

2 respostas to “Fagnani: ‘o gasto social não é o vilão da dívida pública’”

  1. Ana Fonseca disse:

    Excelente escolha da CAE. Imperdível entrevista

  2. Ana Fonseca disse:

    Excelente escolha da CAE. Imperdível entrevista, Já a compartilhei

Comentários