Brasil Debate

Brasil Debate

 
Celeiro do mundo

Exportações de alimentos crescem 478% em uma década

O expressivo crescimento de 478% registrado pelas exportações brasileiras do agronegócio (2003-2014) foi possível graças à estratégia adotada pelos governo Lula e Dilma de consolidar a participação do setor nos mercados tradicionais e, ao mesmo tempo, buscar novos destinos para as vendas externas da cadeia produtiva dos produtos agropecuários do País.

Com isso, o agronegócio, que até 2003 exportava para 120 nações, hoje vende para 210 países e o Brasil se transformou em um dos três maiores exportadores mundiais de alimentos. O País é o maior exportador mundial de açúcar, carne de frango, carne bovina, café, suco de laranja e soja em grão.

Dados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) mostram que se em 2003 a cadeia produtiva do agronegócio vendeu para o mundo US$ 30,65 bilhões, no ano passado, a receita gerada pelas vendas externas do setor chegou a US$ 99,96 bilhões. No primeiro semestre deste ano, as exportações já haviam gerado receita de US$ 46,57 bilhões.

C

Novos mercados

Entre os novos mercados conquistados ou consolidados pelo agronegócio brasileiro, os exportadores destacam a China, os 22 países árabes, a Índia e os países africanos. A China, por exemplo, que em 2003 importou US$ 1,7 bilhão do agronegócio brasileiro, em 2013 assumiu a posição de principal destino das exportações brasileiras de produtos agropecuários.

Clique para contribuir!

De acordo com o Mapa, foi a primeira vez, em ano fechado, que a China superou a União Europeia como principal comprador de produtos do agronegócio brasileiro e adquiriu US$ 22,88 bilhões.

Com o redirecionamento da política externa brasileira, os 22 países árabes passaram a ser o quarto principal destino dos produtos do agronegócio brasileiro.

No ano passado, eles compraram do Brasil 17 milhões de toneladas de alimentos, gerando uma receita US$ 10,5 bilhões. Em 2003, ano em que o presidente Lula visitou alguns países árabes, o agronegócio brasileiro exportava para aquela região do mundo US$ 1,8 bilhão.

Para os exportadores, a visita de Lula aos países árabes abriu esse importante mercado para os produtos brasileiros. Os árabes compram anualmente do mundo cerca de US$ 90 bilhões em alimentos.

Lula esteve na Síria, Líbano, Emirados Árabes Unidos, Egito e Líbia. Ele foi o primeiro presidente da República do Brasil no exercício do cargo a visitar os países árabes

Clique para contribuir!
Share

Comentários