Não vamos abrir mão de esclarecer todas as denúncias, de exigir o julgamento e a punição dos responsáveis; mas não temos o direito de ser ingênuos nessa hora: há poderosos interesses contrariados pelo crescimento da Petrobrás, ávidos por se apossar da empresa, de seu mercado, suas encomendas e das imensas jazidas de petróleo e gás do Brasil.
" />

Brasil Debate

Brasil Debate

Brasil Debate

Editorial do site.

 
Federação Única dos Petroleiros

Defender a Petrobrás é defender o Brasil. Leia e assine o manifesto

Publicado pela Federação Única dos Petroleiros em 6-2-2015

plataformapetroleoes1Há quase um ano o País acompanha uma operação policial contra evasão de divisas que detectou evidências de outros crimes, pelos quais são investigadas pessoas que participaram da gestão da Petrobrás e de empresas fornecedoras. A ação institucional contra a corrupção tem firme apoio da sociedade, na expectativa de esclarecimento cabal dos fatos e rigorosa punição dos culpados.

É urgente denunciar, no entanto, que esta ação tem servido a uma campanha visando à desmoralização da Petrobrás, com reflexos diretos sobre o setor de Óleo e Gás, responsável por investimentos e geração de empregos em todo o País; campanha que já prejudicou a empresa e o setor em escala muito superior à dos desvios investigados.

A Petrobrás tem sido alvo de um bombardeio de notícias sem adequada verificação, muitas vezes falsas, com impacto sobre seus negócios, sua credibilidade e sua cotação em bolsa. É um ataque sistemático que, ao invés de esclarecer, lança indiscriminadamente a suspeita sobre a empresa, seus contratos e seus 86 mil trabalhadores dedicados e honestos.

Assistimos à repetição do pré-julgamento midiático que dispensa a prova, suprime o contraditório, tortura a jurisprudência e busca constranger os tribunais. Esse método essencialmente antidemocrático ameaça, hoje, a Petrobrás e suas fornecedoras, penalizadas na prática, enquanto empresas produtivas, por desvios atribuídos a pessoas físicas.

Ao mesmo tempo, o devido processo legal vem dando lugar ao tráfico seletivo de denúncias, ofensivo à consciência jurídica brasileira, num ambiente de obscuridade processual que propicia a coação e até o comércio de testemunhos com recompensa financeira. Na aparente busca por eficácia, empregam-se métodos que podem – isto, sim – levar à nulidade processual e ao triunfo da impunidade.

E tudo isso ocorre em meio a tremendas oscilações no mercado global de energia, num contexto geopolítico que afeta as economias emergentes, o Brasil, o Pré-Sal e a nossa Petrobrás.

Não vamos abrir mão de esclarecer todas as denúncias, de exigir o julgamento e a punição dos responsáveis; mas não temos o direito de ser ingênuos nessa hora: há poderosos interesses contrariados pelo crescimento da Petrobrás, ávidos por se apossar da empresa, de seu mercado, suas encomendas e das imensas jazidas de petróleo e gás do Brasil.

Historicamente, tais interesses encontram porta-vozes influentes na mídia e nas instituições. A Petrobrás já nasceu sob o ataque de “inimigos externos e predadores internos”, como destacou a presidenta Dilma Rousseff. Contra a criação da empresa, em 1953, chegaram a afirmar que não havia petróleo no Brasil. São os mesmos que sabotaram a Petrobrás para tentar privatizá-la, no governo do PSDB, e que combateram a legislação do Pré-Sal.

Os objetivos desses setores são bem claros:

– Imobilizar a Petrobrás e depreciar a empresa para facilitar sua captura por interesses privados, nacionais e estrangeiros;

– Fragilizar o setor brasileiro de Óleo e Gás e a política de conteúdo local; favorecendo fornecedores estrangeiros;

– Revogar a nova Lei do Petróleo, o sistema de partilha e a soberania brasileira sobre as imensas jazidas do Pré-Sal.

Para alcançar seu intento, os predadores apresentam a Petrobrás como uma empresa arruinada, o que está longe da verdade, e escondem do público os êxitos operacionais. Por isso é essencial divulgar o que de fato aconteceu na Petrobrás em  2014:

– A produção de petróleo e gás alcançou a marca histórica de 2,670 milhões de barris equivalentes/dia (no Brasil e exterior);

– O Pré-Sal produziu em média 666 mil barris de petróleo/dia;

– A produção de gás natural alcançou 84,5 milhões de metros cúbicos/dia;

– A capacidade de processamento de óleo aumentou em 500 mil barris/dia, com a operação de quatro novas unidades;

– A produção de etanol pela Petrobrás Biocombustíveis cresceu 17%,  para 1,3 bilhão de litros.

E, para coroar esses recordes, em setembro de 2014 a Petrobrás tornou-se a maior produtora mundial de petróleo entre as empresas de capital aberto, superando a ExxonMobil (Esso).

O crescente sucesso operacional da Petrobrás traduz a realidade de uma empresa capaz de enfrentar e superar seus problemas, e que continua sendo motivo de orgulho dos brasileiros.

Os inimigos da Petrobrás também omitem o fato que está na raiz da atual vulnerabilidade da empresa à especulação de mercado: a venda, a preço vil, de 108 milhões de ações da estatal na Bolsa de Nova Iorque, em agosto de 2000, pelo governo do PSDB.

Aquela operação de lesa-pátria reduziu de 62% para 32% a participação da União no capital social da Petrobrás e submeteu a empresa aos interesses de investidores estrangeiros sem compromisso com os objetivos nacionais. Mais grave ainda: abriu mão da soberania nacional sobre nossa empresa estratégica, que ficou subordinada a agências reguladoras estrangeiras.

Os últimos 12 anos foram de recuperação e fortalecimento da empresa. O País voltou a investir em pesquisa e a construir gasodutos e refinarias. Alcançamos a autossuficiência, descobrimos e exploramos o Pré-Sal, recuperamos para 49% o controle público sobre o capital social da Petrobrás.

O valor de mercado da Petrobrás, que era de 15 bilhões de dólares em 2002,  é hoje de 110 bilhões de dólares, apesar dos ataques especulativos. É a maior empresa da América Latina.

A participação do setor de Óleo e Gás no PIB do País, que era de apenas 2% em 2000, hoje é de 13%. A indústria naval brasileira, que havia sido sucateada, emprega hoje 80 mil trabalhadores. Além dos trabalhadores da Petrobrás, o setor de Óleo e Gás emprega mais de 1 milhão de pessoas no Brasil.

É nos laboratórios da Petrobrás que se produz nosso mais avançado conhecimento científico e tecnológico. Os royalties do petróleo e o Fundo Social do Pré-Sal proporcionam aumento significativo do investimento em Educação e Saúde. Este é o papel insubstituível de uma empresa estratégica para o País.

Por tudo isso, o esclarecimento dos fatos interessa, mais do que a ninguém, aos trabalhadores da Petrobrás e à população brasileira, especialmente à parcela que vem conquistando uma vida mais digna.

Os que sempre tentaram alienar o maior patrimônio nacional não têm autoridade política, administrativa, ética ou moral para falar em nome da Petrobrás.

Cabe ao governo rechaçar com firmeza as investidas políticas e midiáticas desses setores, para preservar uma empresa e um setor que tanto contribuíram para a atração de investimentos e a geração de empregos nos últimos anos.

A direção da Petrobrás não pode, nesse grave momento, vacilar diante de pressões indevidas, sujeitar-se à lógica dos interesses privados nem agir como refém de uma auditoria que representa objetivos conflitantes com os da empresa e do País.

A investigação, o julgamento e a punição de corruptos e corruptores, doa a quem doer, não pode significar a paralisia da Petrobrás e do setor mais dinâmico da economia brasileira.

É o povo brasileiro, mais uma vez, que  defenderá a empresa construída por gerações, que tem a alma do Brasil e simboliza nossa capacidade de construir um projeto autônomo de Nação.

Pela investigação transparente dos fatos, no Estado de Direito, sem dar trégua à impunidade;

Pela garantia do acesso aos dados e esclarecimentos da Petrobrás nos meios de comunicação, isentos de manipulações;

Pela garantia do sistema de partilha, do Fundo Social e do papel estratégico da Petrobrás na exploração do Pré-Sal;

Pela preservação do setor nacional de Óleo e Gás e da Engenharia brasileira.

Defender a Petrobrás é defender o Brasil – nosso passado de lutas, nosso presente e nosso futuro.

Federação Única dos Petroleiros

Para a assinatura do manifesto “DEFENDER A PETROBRÁS É DEFENDER O BRASIL, clique aqui

Clique para contribuir!

46 respostas to “Defender a Petrobrás é defender o Brasil. Leia e assine o manifesto”

  1. Cleuza Maria da Cunha Bettoni disse:

    A PETROBRÁS NÃO,PODE SER PRIVATIZADA. QUEM TENTAR FAZÊ-LO É GOLPISTA.

  2. sandro ramos barros disse:

    estão se aproveitando deste fatídico mau feito de alguns gestores da nossa petrobrás para realizarem o seu histórico sonho de privatizar a nossa maior empresa .se depemder do povo esclarecido do brasil isto não vai acontecer , vamos nos unir e defender com todo nosso vigor a estatização completa da petrobrás.

  3. Ana Maria Burmester disse:

    A Petrobras é nossa !

  4. Gardenia Falk disse:

    A Petrobrás é nosso grande patrimônio. Não abro mão em defendê-la.

  5. Antonio Ramiro Fonseca disse:

    Que sejam punidos todos os que participaram das operações ilícitas. Sejam de qualquer partido politico, órgão, empresa, cargo, etc. Punam as pessoas mas, entregar a Petrobrás JAMAIS. É TRAIÇÃO IMPERDOÁVEL.

  6. Vânia Aparecida Albino disse:

    Li e concordo. Assino o petrólio e a PETROBRAS é nossa…..

  7. Neide Maria Ferreira Zanette disse:

    Precisamos nos unir para defender nosso maior patrimônio.A Petrobrás é dos brasileiros.

  8. André disse:

    A PETROBRÁS É NOSSA E PRONTO. É muito bom ver que existe apuração de irregularidades ou crimes relacionadas à corrupção no Brasil. Nos anos noventa, vimos muita coisa e nada era apurado, por mais que houvessem provas. Vemos, hoje, a seleção de partidos feita pelo STF para superproteção. Não entra nada contra o PSDB em pauta e crimes como o mensalão deles prescreveram. Infelizmente, a apuração desses casos é seletiva. o Sérgio Moro, juiz que está numa espécie de altar pela operação na Petrobrás, também cuidou da operação Benestado que o Yussef, doleiro, trabalhava para o PSDB e ninguém foi preso. Além disso, e das relações íntimas de Barbosa com o PSDB, o chefe da PT é filiado no PSDB. Temo que os pauzinhos estejam sendo mexidos para livrar a cara desse partido. Infelizmente, o combate à corrupção está capenga prq está protegendo o PSDB. Essa prática antiga é muito óbvia, mas não para quem se informa só através da Globo e da Veja… por motivos óbvios. Felizmente, existe a vontade de fiscalizar e o governo não está tentando esconder nada, está dando liberdade e autonomia para fiscalizar, tanto que fortaleceu a PF, tanto o orçamento quanto a quantidade de varas, que passou de 100 existentes para 400 do início ao fim dos 2 mandatos do Lula, e a CGU, que garimpa a corrupção nos Estados e Municípios. Falta agora é tirar essa parcialidade do judiciário e do tribunal político de fato, não no papel, que temos: o STF.

  9. Waldeth Gonçalves disse:

    Toda investigação tem que ser apurada a verdade desde de seu ínício.

  10. Renan Miranda disse:

    Li, concordo, apoio e estarei nas ruas defendendo a maior empresa brasileira!!! Contra as maléficas tentativas do capital especulativo, que estão ganhando horrores de dinheiro nas costas dos inocentes pequenos investidores que apavorados vendem suas ações a qualquer preço. PARE! PENSE! PESQUISE! APRENDA!

  11. Solange Skromov disse:

    Não confundamos as coisas. Punição sim e grave aos delinquentes. A Petrobrás é nossa é do Brasil. Nosso Brasil ! Que se punam os culpados sem prejudicarmos o grande e principal patrimônio!Que não se piore as coisas. Salvemos o que é primordial!

  12. gilmar berté disse:

    A ANOS QUE VEM SENDO PRATICADA ESTE TOM A LA E DA CA , TEMOS QUE LIVRAR O PAÍS DESTES MAL FEITORES , TIRAR AS LARANJAS PODRES E COMEÇAR VIDA NOVA . APOIO A INICIATIVA DE LIMPAR A PETROBRÁS.

  13. Antonio Pinto disse:

    Apoio incondicionalmente! Pelo meu povo nordestino, pelo progresso, pelo Brasil.

  14. andradio batista de oliveira disse:

    Tem minha aprovação.

  15. Marcos Alberto de Lima Fernandes disse:

    Vamos defender o que é nosso.

  16. monica baricalla disse:

    Estamos juntos para desmoralizar este golpe midiático!!!!

  17. Gina Ferreira disse:

    Li, e a Petrobrás é NOSSA!

  18. James Amorim Araújo disse:

    Estamos ai para o que der e vier!

  19. Maria Margaret Belmiro Lima disse:

    A Petrobrás não é apenas uma empresa e nem só uma bandeira. É a riqueza de uma nação chamada Brasil.

  20. Jair Rozentalski disse:

    A Petrobrás deve continuar a cadda dia, mais brasileira. Tamojunto!

  21. Elena Brandão disse:

    Concordo com essa luta,A Petrobrás é a riqueza do Brasil!

  22. Cleber Pereira da Costa disse:

    Concordo plenamente !!!!!!!

  23. Paul Mateus disse:

    segunda feira estarei comprando de 100 a 200 ações da Petrobras, junto ao banco do Brasil, com o gerente, se a militância comprar uma ou duas ações, da Petrobras, em um só movimento a empresa estará nas mãos dos brasileiros principalmente nos que acreditam no Brasil.

  24. Ana Maria Delamain Celidonio disse:

    Concordo totalmente . mas sinto falta de nossa Presidente falando coma população sobre oque acontece e porque.

  25. Neida Santos disse:

    Apoio a Petrobrás, sou brasileira com muito orgulho A PETROBRÁS É BRASIL E É DO POVO BRASILEIRO SEM MEDO DE SER FELIZ.

  26. Helena Gonçalves Nogueira disse:

    A Petrobras é dos brasileiros. Não a especulação.

  27. PAULO PINHEIRO BISPO disse:

    Lí, concordo e assino…. apoio a Petrobras

  28. Luiz Fernando Padua disse:

    Apoio a Petrobras. O que há é um complô vizando baixar os preços dos papéis, hoje a a penas 30% do valor real, pra compra da mesma a preço vil.

  29. ELISABETE ANTONIETTO disse:

    Nossa, com tanto sucesso e eficiência será que dá para baixar o preço da gasolina?

  30. Manu disse:

    Será que entendi direito? Os petralhas saqueiam a empresa para perpetuar-se no poder e a culpa é do mercado? O que vai falir a Petrobras não é o mercado, é a ignorância nacionalista imbecil dando suporte aos canalhas. Enquanto isso, os EUA que não possuem nenhuma estatal do petróleo avança para se tornar independente na produção de energia. Pré-sal já era!

    • Edu disse:

      Sabe de nada, inocente! A Petrobras está sofrendo todos esses ataques exatamente por ser a empresa poderosa que é, que domina uma tecnologia única e uma das maiores reservas registradas do mundo. Pré-sal já era só na cabeça de leitor da Veja. A propalada auto-suficiência norte-americana é uma falácia, é baseada na exploração de gás e óleo de xisto, algo extremamente danoso ao meio ambiente, coisa que a população de lá já descobriu e começa a reagir contra. E as empresas petrolíferas daquele país sempre foram das maiores sanguessugas da humanidade, juntamente com a indústria de armamentos e, agora, as que controlam as redes sociais. Nossas reservas interessam e muito àquele país. Por que outro motivo eles espionariam nossa Presidenta e a nossa Petrobras? Depois do Estado Islâmico, aliás outra bela criação deles que fugiu ao controle, o Oriente Médio se tornou muito mais perigoso, já que eles não têm mais tantas tropas na região. Assim, fica muito mais fácil atacar nossa soberania, pois somos um povo tranquilo e facilmente manipulável, ainda mais com a ajuda de nossa malfadada mídia e a colaboração da nossa oposição subserviente e entreguista. Acorda, minha filha, que o buraco é bem mais embaixo.

  31. Werter disse:

    Pessoas queridas, o que está acontecendo com a Petrobrás, já aconteceu com outras Instituições de nosso Brasil. Estão querendo sucateá-la para entregá-la de graça, a aqueles que não tem o direito de nos inspecionar, espionar, dirigir, legislar, regulamentar, identificar, doutrinar, aconselhar, controlar, avaliar, pesar, censurar e mandar em nós BRASILEIROS. Se você é BRASILEIRO, ASSINE E DIVULGUE.

  32. Marcos disse:

    O petróleo é nosso, não vamos entregar a PETROBRAS.

  33. Vaalmir Fernando Carvalho Bittencourt disse:

    Defender a Petrobras é defender o Brasil, independe de ideologia e simpatias politicas, olhem para a história de lutas passadas de homens e mulheres que sairão as ruas em defesa do Petróleo é nosso e poderão perceber os interesses escusos que estão por detrás da campanha atual.

  34. José Jorge Mendes disse:

    Defender a Petrobrás é defender o Brasil

  35. José Jorge Mendes disse:

    Ok concordo

  36. José Jorge Mendes disse:

    Concordo plenamente, vamos defender nosso maior patrimônio a Petrobrás.

  37. ENY Maria da Silva disse:

    A PETROBRÁS É NOSSA, vamos defender o que é nosso.

  38. valéria disse:

    cadeia para os corruptos,e que devolvam o dinheiro roubado.

  39. José Gervásio Neto disse:

    O petróleo é nosso, defende-lo com unhas e dentes é nossa obrigação. A Petrobras é o do povo brasileiro!

  40. Jô Portilho disse:

    Li, concordo, apoio e estarei nas ruas defendendo a maior empresa brasileira!!!

Comentários