Relacionado
" />

Brasil Debate

Brasil Debate

 
Outra visão

Deepak Nayyar defende que emprego é solução para a crise, não problema

Para professor indiano, a economia mundial deveria usar a política fiscal para estimular a demanda e gerar crescimento, e retornar às abordagens desenvolvimentistas

No dia 23/08/2014, Deepak Nayyar, professor emérito da Universidade Jawaharlal Nehru, de Nova Delhi (Índia), concedeu uma entrevista à TevêFPA. Abordou temas fundamentais para a discussão de políticas econômicas e sociais no mundo contemporâneo, apontando as diferenças entre os países ditos desenvolvidos, os BRICs e, dentro desse grupo, o Brasil.

Nayyar analisou a importância do emprego na economia mundial. A seu ver, seria necessário buscar formas de combater a crise financeira e o crescimento da desigualdade em todo o mundo: o emprego seria uma resposta consistente a ambos os problemas.

O emprego seria, na verdade, o caminho para relançar o crescimento e reduzir a desigualdade, pois não haveria um conflito entre crescimento da produção e criação de emprego. Ao contrário: o crescimento cria empregos e os empregos podem impulsionar o crescimento. A mensagem é clara: o emprego é a solução para a crise, não o problema.

Para Nayyar, a política fiscal precisa ser utilizada para estimular a demanda e gerar crescimento. Seria necessário retornar às abordagens desenvolvimentistas, voltando aos objetivos de crescimento econômico e pleno emprego, bem como o enfoque no longo prazo e não no curto prazo.

Quando perguntado sobre as altas taxas de juros no Brasil, os interesses econômicos que forçam a manutenção das mesmas e a suposta preocupação com a inflação, o professor apontou que é central a diminuição das altas taxas de juros no País, que o medo da inflação na América Latina, embora tenha fundamento em nossas experiências passadas, não justifica a adoção de taxas tão altas.

A diminuição das taxas de juros, diz o Nayyar, poderia levar a mais investimentos, o que geraria mais oferta de bens e poderia reduzir assim os preços, impactando a inflação via oferta e, claro, gerando mais empregos.

Sobre o mercado de trabalho e as desigualdades de gênero, o professor ressaltou a necessidade do contínuo investimento em capacitação para as mulheres, programas específicos para esse público no mercado de trabalho e a necessidade de políticas afirmativas para superar as desigualdades.

A entrevista com Deepak Nayyar proporciona uma visão alternativa à dos economistas ortodoxos e ajuda a instigar o debate em torno dos rumos da economia brasileira e mundial.

A partir da análise do professor, é possível perceber certo otimismo em relação à política econômica brasileira e certo ceticismo em relação à política econômica adotada na Europa atualmente, que não enfoca a geração de empregos e de demanda.

Confira no link a seguir a entrevista completa:

Clique para contribuir!

1 resposta to “Deepak Nayyar defende que emprego é solução para a crise, não problema”

  1. […] o futuro, podem ser pensadas também novas políticas afirmativas para a redução de desigualdades de gênero no mercado de trabalho ou novas políticas regionais […]

Comentários