Segundo os dados do dossiê do ICIJ, em função de projetos ou financiamentos realizados pelo Banco Mundial ao redor do mundo entre 2003 e 2014, mais de 3,3 milhões de pessoas foram física ou economicamente forçadas a migrar de suas casas e terras.
" />

Brasil Debate

Brasil Debate

 
Dossiê ICIJ

Como o Banco Mundial falhou com os pobres

O International Consortium of Investigative Journalists (Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos) produziu um dossiê  sobre como, na última década, o Banco Mundial falhou em sua promessa de “proteger os pobres”. Em alguns casos, além disso, não só falhou como chegou a prejudicar essa parcela mais vulnerável da população.

Segundo os dados do dossiê do ICIJ, em função de projetos ou financiamentos realizados pelo Banco Mundial ao redor do mundo entre 2003 e 2014, mais de 3,3 milhões de pessoas foram física ou economicamente forçadas a migrar de suas casas e terras, danificando seu modo de vida e relações pessoais.

O gráfico abaixo mostra a quantidade de pessoas forçadas a migrar por causa de projetos do Banco. A ICIJ ainda disponibiliza mais dados por setor e país em seu site, bem como um vídeo e fotos das populações afetadas.

grafico banco mundial

Os dados mostram que a maior quantidade de pessoas forçadas a migrar (ou despejadas) foi na Ásia: quase 3 milhões de pessoas entre 2003 e 2014.

mapa banco mundial

Assim, percebe-se que não só as políticas privatizantes impulsionadas pelo Banco nos anos 1990 (vide o Consenso de Washington ), e que assolou a América Latina nessa década, mas também as aplicadas na última década, tiveram enorme impacto social e ambiental ao redor do mundo, por imposição dos projetos aplicados às comunidades que se veriam afetadas.

Clique para contribuir!

Comentários