Cada vez mais brasileiras estão esperando chegar até os 30 anos para ter o primeiro filho: o número de mães de primeira viagem com mais de 30 anos passou de 22,5% em 2000 para 30,2% em 2012.
" />

Brasil Debate

Brasil Debate

 
Saúde e fecundidade

Brasileiras têm filhos mais tarde e é alto o índice de cesáreas

Estudo do Ministério da Saúde mostra que cada vez mais brasileiras estão esperando chegar até os 30 anos para ter o primeiro filho: o número de mães de primeira viagem com mais de 30 anos passou de 22,5% em 2000 para 30,2% em 2012, como mostra o gráfico abaixo:

grafico nascidos vivos

Entre as mulheres com 12 anos ou mais de estudos, o primeiro filho nasce com elevada frequência após a mãe completar 30 anos ou mais de idade (45,1%) e entre as com até 7 anos de estudo, mais da metade foi mãe com menos de 20 anos.

Já o índice de mães com menos de 19 anos caiu de 23,5% para 19,2% no mesmo período. Especialistas apontam que tal tendência já é observada em outros países com forte inserção da mulher no mercado de trabalho e com mais acesso a métodos anticoncepcionais. A maior quantidade de mães com 30 anos de idade ou mais concentrada nas regiões Sudeste e Sul.

grafico fecundidade

O gráfico acima mostra que, desde 2005 as taxas de fecundidade no Brasil têm sido inferiores ao nível de reposição populacional, alcançando 1,77 filhos/mulher em 2012.

Com exceção da Região Norte, com índice de 2,24 filhos/mulher, todas as demais regiões apresentaram taxas de fecundidade total inferiores ao nível de reposição, com o menor valor no Sul, (1,66 filhos/mulher). Assim, o processo de envelhecimento populacional deverá se intensificar e, em duas décadas, prevê-se estabilização do crescimento demográfico, com perspectivas de redução da população brasileira.

grafico cesareas

Quanto ao tipo de parto, há tendência crescente de cesáreas no Brasil entre 2000 e 2012, o que contraria as indicações da Organização Mundial da Saúde, de que a taxa indicada seria de que no máximo 15% dos nascimentos ocorrerem por cesarianas.

A pesquisa mostra diferenciação nesse quesito quanto à escolaridade, idade e raça: mais de 83% das mães com 12 anos ou mais de estudo e mais de 67% de mães com idades entre 25 e 39 anos realizaram parto cesáreo em 2012. Já 67% das mães brancas realizaram parto cesáreo, 59% das amarelas, 49% das pardas, 48% das pretas e 18% das indígenas.

 

 

Clique para contribuir!

3 respostas to “Brasileiras têm filhos mais tarde e é alto o índice de cesáreas”

  1. […] Brasileiras têm filhos mais tarde e é alto o índice de cesáreas […]

  2. […] Brasileiras têm filhos mais tarde e é alto o índice de cesáreas […]

  3. […] Brasileiras têm filhos mais tarde e é alto o índice de cesáreas […]

Comentários