Brasil Debate

Brasil Debate

 
Políticas acertadas

Brasil registra avanços na educação de 2001 a 2012

Houve diversas melhorias nos indicadores de educação no Brasil nos anos 2000, que somente foi possível pela busca do desenvolvimento com inclusão social e do fortalecimento de uma agenda estratégica das políticas públicas.

A comparação (disponível AQUI) entre os anos de 2001 e 2012 mostra que ocorreu:

– Crescimento constante nas taxas de frequência escolar: na faixa etária de até 3 anos, passou de 10,6 para 21,7; de 4 ou 5 anos, de 55 para 79,1%; de 6 a 14 anos, de 95,3 para 98,3% – índice que caracteriza a universalização do ensino nessa faixa etária – e de 81,1 para 84,3% de 15 a 17 anos;

– Crescente adequação da idade dos estudantes à escolaridade adequada. Em 2012, 77,4% dos estudantes de 12 anos tinham pelo menos 4 anos de estudo, em comparação a 68,8% em 2001; entre os estudantes de 16 anos, 70,8% em 2012 tinham pelo menos 8 anos de estudo, contra 50,1% em 2001; e entre os jovens de 19 anos, 46,6% tinham pelo menos 11 anos de estudo, contra 25,7% em 2001;

– Crescimento do número médio de anos de estudo da população com 25 anos ou mais de idade em todas as faixas etárias e maior nas gerações mais jovens:

Clique para contribuir!

grafico media de anos de estudo

– Queda progressiva do analfabetismo em todas as regiões e para todas as faixas etárias, passando de 12,4 para 8,5% da população com mais de 15 anos. O analfabetismo hoje está concentrado na população de maior idade e, na faixa de 15 a 29 anos, a alfabetização já é de 98,3%, considerada, portanto, universalizada.

Sobre os necessários esforços para o futuro, é importante lembrar a recente aprovação do Plano Nacional de Educação (PNE), que prevê 20 metas para a área no País.

A principal inovação da proposta é a aplicação de um mínimo de recursos públicos equivalentes a 10% do Produto Interno Bruto (PIB) em educação, que garantirá mais recursos para investimento.

Especialistas já apontaram aqui no Brasil Debate que, devido à transição demográfica, a hora de investir maciçamente em educação é agora.

Clique para contribuir!
Share

2 respostas to “Brasil registra avanços na educação de 2001 a 2012”

  1. Ana Luíza Matos de Oliveira Ana disse:

    Muito obrigada, Rafael! Abs!

  2. Rafael disse:

    Olá,
    Acompanho sempre as publicações do Brasil Debate e me interesso bastante pelas publicações sobre Educação.
    Estão fazendo um bom trabalho.

    Gostaria de deixar dois links muito interessantes para o acompanhamento da Educação no Brasil:
    – Observatório do PNE http://www.observatoriodopne.org.br/
    – QEdu http://www.qedu.org.br/

    Também gostaria de fazer uma pequena correção na primeira frase desta publicação:

    Houve diversas melhorias nos indicadores de educação no Brasil nos anos 2000, que somente FORAM POSSÍVEIS pela busca do desenvolvimento com inclusão social…

    E acho importante destacar também que apesar da meta de 10% do PIB em Educação ser a principal inovação da proposta, não é suficiente. É essencial discutir como serão aplicados os recursos.

    Atenciosamente,

Comentários