Em 2016, o golpe é de outro tipo: quer-se interromper o mandato de Dilma Rousseff com base em realocação de recursos entre diferentes rubricas do orçamento federal, uma prática recorrente na administração pública. Pior: as contas fiscais de 2015 fecharam dentro da meta autorizada pelo Congresso no dia 31 de dezembro, mas o pedido de impeachment é do dia 02 de dezembro!
" />

Brasil Debate

Brasil Debate

Pedro Paulo Zahluth Bastos

Pedro Paulo Zahluth Bastos

É professor associado (Livre Docente) do Instituto de Economia da Unicamp e ex-presidente da Associação Brasileira de Pesquisadores em História Econômica (ABPHE)