Brasil Debate

Brasil Debate

 
Cepal

América Latina: a urgência das questões urbanas

Estudo da Cepal investiga a urbanização na América Latina e mostra diversidade da urbanização na região. Uma das observações é de que há ritmos diferentes de urbanização, com destaque para a rapidez do processo do Brasil de 1950 a 1990.

Nota-se que a categoria em que classificam o Brasil só coincide com a média mundial durante os anos 1950, sendo o Brasil a partir daí mais urbanizado que a média mundial.

Quanto à média da América Latina, a urbanização no Brasil só não coincide com essa média nos anos 2010, em que a urbanização no País avançou mais, segundo o quadro abaixo:

quadro urbanização

Clique para contribuir!

Segundo o estudo, espera-se que, em 2020, 64% da população latino-americana viva em países em fase de transição avançada (com mais de 80% de população urbana) e que em 2050 essa proporção supere os 86%. Os gráficos abaixo mostram a evolução da urbanização na região desde os anos 1950:

graficos urbanização

Tais dados de forma alguma tornam irrelevantes as discussões sobre os problemas e possíveis políticas a serem adotadas para o setor rural da América Latina e em especial do Brasil, mas mostram a importância que as cidades e as questões urbanas ganharam nos últimos anos: moradia, meio ambiente, mobilidade e saneamento são algumas das áreas que se encontram numa discussão sobre a democratização da cidade para o direito à mesma.

Clique para contribuir!
Share

1 resposta to “América Latina: a urgência das questões urbanas”

Comentários